Ceni acena sair do Flamengo


 Se a moral de Rogério Ceni no Flamengo não andava alta após dois jogos sem vencer - empate com o Fortaleza e derrota para o Fluminense -, neste domingo (10), a situação passou a ser delicadíssima. Com nova atuação ruim das principais estrelas do elenco, o Rubro-Negro foi derrotado pelo Ceará, em pleno Maracanã, por 2 a 0. O resultado mantém o Mengão em quarto lugar com 49 pontos.



Grande parte da Nação já não gostou nadinha da escalação ousada de Ceni, que sacou os garotos Hugo Souza e Natan para escalar César e Gustavo Henrique, respectivamente. Além disso, o treinador sacou Gabigol e colocou Pedro como centroavante. E as críticas só aumentaram com os erros defensivos. A origem do gol de Vina, por exemplo, logo no início da partida, foi exatamente no setor esquerdo da defesa, nas costas de Filipe Luís e de GH.

Em sua live pós-jogo, o jornalista Venê Casagrande, que cobre o dia a dia do Ninho do Urubu, revelou que pessoas próximas ao goleiro César se surpreenderam com a escolha de Ceni, que sacou Hugo que vinha sendo o titular na vaga do lesionado Diego Alves. 

Após o jogo, o meia Diego Ribas cobrou dignidade e maior entrega do elenco em meio ao momento conturbado. "Temos que assumir a responsabilidade, entender o que está sob nosso controle. A disputa do título se conquista jogo a jogo, com atitude. Não temos demonstrado isso, essa constância que faz toda a diferença. Estou totalmente decepcionado. É preciso ponto de reflexão, bater no peito, nada do externo pode nos influenciar se não fizermos o nosso dentro de campo", declarou o camisa 10, que entrou no segundo tempo.

A entrevista coletiva de Ceni, assim como após o Fla-Flu, demorou para acontecer, pois houve muita cobrança nos vestiários do Maracanã. Quando apareceu, o técnico, visivelmente abatido, não garantiu o respaldo da diretoria quando questionado. "No futebol não existe garantia, você tem que conquistar a garantia dentro de campo. Até agora os resultados são fracos perto do que esse time pode render. A diretoria é soberana, tem total direito de tomar decisão". 

Em dois meses de trabalho, Ceni amarga apenas 44% de aproveitamento à frente do Flamengo. Em 12 jogos, são 4 vitórias, 4 empates e 4 derrotas, culminando em duas eliminações precoces, na Libertadores e na Copa do Brasil.

O time folga nesta segunda-feira (11) e retorna aos treinos na próxima terça (12) em preparação para o jogo contra o Goiás, fora de casa. Até lá, pelo discurso de Cenii, Rodolfo Landim e Marcos Braz podem mudar os planos na comissão técnica.

Fonte: Bola Vip