Gallardo acena sair do River e Fla entra na rota


 A terça-feira (12) está quente no Ninho do Urubu. Em meio à manutenção de Rogerio Ceni - após avaliação da alta cúpula do Flamengo no dia de ontem - torcedores decidiram protestar em frente do CT à espera dos jogadores, que se reapresentaram às 15h para os treinos visando o jogo contra o Goiás pelo Campeonato Brasileiro. Houve muita reclamação e até ovos atirados contra o vidro de carros de parte do elenco na entrada.



Do lado de fora, faixas e cartazes em revolta ao trabalho de Rogério Ceni e a diretoria rubro-negra - em especial ao presidente Rodolfo Landim e o vice Marcos Braz - pela temporada decepcionante até aqui. No caso do comando técnico, os torcedores pediam a subida de Mauricinho para o lugar do ex-goleiro do São Paulo, que não convenceu desde que chegou ao clube.

O aproveitamento de Ceni é de apenas 44%, com apenas quatro vitórias em 12 jogos à frente do Flamengo. No caminho, eliminações precoces na Copa do Brasil e Libertadores e um quarto lugar até aqui decepcionante no Brasileirão, vindo de derrotas para Fluminense e Ceará no Maracanã. Com isso, a pressão está enorme em cima do seu trabalho. Já há informações de técnicos oferecidos, como o português Rui Vitória.

Ainda assim, Braz segue bancando Ceni, mesmo que seja um dos únicos ainda na alta cúpula do Mengão. Apuração do jornalista Bruno Guedes, do portal Mundo Rubro-Negro, informa que o nome de Marcelo Gallardo é monitorado internamente, especialmente com o River Plate à beira da eliminação da Libertadores. Logo mais, às 21h30 (horário de Brasília), os Millonarios enfrentam o Palmeiras, em São Paulo, precisando de uma vitória por quatro gols de diferença para avançar à decisão do torneio sul-americano.

No último fim de semana, Gallardo e o River amargaram queda na Copa Diego Maradona. Em entrevista na última segunda (11), o próprio técnico deixou no ar uma possível despedida do clube do coração. Desde 2014 no comando técnico, ele ajudou os Millonarios a conquistarem a Libertadores duas vezes (2015 e 2018), uma Recopa Sul-Americana (2019), entre outros troféus que engrandecem seu currículo.

Os rubro-negros têm ótima lembrança de Gallardo na final da Libertadores de 2019, quando o Flamengo venceu o River Plate por 2 a 1, de virada, com dois gols de Gabigol já na reta decisiva do duelo em Lima. 

Caso Gallardo saia do River, deverá haver uma disputa pelo treinador. Além do Flamengo, especula-se uma proposta de clubes menores da Espanha, para onde foi Eduardo Coudet, ex-Internacional.

Fonte: Bola Vip